A Skinny voltou


calça Skinny moda 2013

Mas, afinal, você sabe diferenciar essa calça dos outros vários tipos que tem por aí? Vamos conhecer alguns exemplares lindos que existem no mundo e ver qual a diferença da calça que fez, faz e sempre fará sucesso entre as mulheres.

Primeiro, vamos pensar na calça skinny, para depois diferenciá-la das demais. Para começar, vamos lembrar da calça legging. Tudo bem, o tecido da legging, normalmente, é outro, mais flexível. Mas a calça skinny segue a padronagem da legging, sendo muito justa ao corpo em toda sua extensão. Ela se ajusta às suas curvas desde a cintura ou quadril, até a canela.

Mas a elasticidade da skinny não é tão pior assim. Com certa porcentagem de lycra em sua constituição, jeans, e outros tecidos mais duros, ficaram maleáveis na peça, dando a possibilidade de fazer vários movimentos de maneira simples.

Como ele se adéqua muito ao formato e curvas do corpo, mulheres com quadril mais estreito (valeu pela parte que me cabe) se dão melhor com o estilo dessa calça. Entretanto, ela fica bem em todos os corpos com algumas dicas básicas. Se você tem quadril largo, uma blusinha mais soltinha na altura do quadril disfarça muito bem. Calças skinny com faixas laterais em preto, em uma calça branca, também afinam a silhueta (disfarçar para que? Mulher violão é lindo!). Agora, se você é alta demais (tipo modelo de passarela), a sobreposição de roupas, chegando até a altura do quadril, harmonizam a silhueta. Pense em regatas justinhas, em diferentes tamanhos, e cores antagônicas, como branco e preto – fica lindo!

A calça skinny é confundida inúmeras vezes com algumas primas, que são parecidas. Estas são a Slim, a Cigarrete e, é claro, a legging. Então, não se esqueça: a verdadeira skinny é justa em toda sua extensão, e o tecido é mais encorpado e duro do que a da legging. A Slim tem corte reto, marcando bem os quadris, mas sem muita lycra; já a Cigarrente é justa somente até o tornozelo, daí em diante ela é mais folgada. Então, se a calça ficou larga em algum lugar, parte para outra porque você errou de roupa (cuidado que existem roupas que vem escrito Skinny, mas é outra coisa).

Calça Skinny – Como usar

Para escolher o modelo e a calça certa para você, comece pelo tamanho. Lembre-se: está difícil de respirar, não é o seu tamanho. A calça Skinny deve ficar perfeita às suas curvas e não você tentar ficar perfeita às curvas dela (sacou a dificuldade?). Uma dica é ver se ela está apertando no cavalo (logo abaixo do zíper – o famoso efeito “capô de fusca”) e se está marcando a calcinha.


Calça Skinny combinando com sapatilhas

Para deixar o look ainda mais lindo, escolha o sapato correto. Alguns sapatos ficam lindos com a calça Skinny, assim como botas (o inverno ta aí, ótimo para fazer o combo bota + calça skinny), sapatilhas e rasteiras. Para as baixinhas, vale o sapato de salto grosso, pois alongam a silhueta (na balada fica lindo).

Como última dica, para deixar a produção perfeita, tente usar a calça skinny com blusas mais largas, pois assim você harmoniza o look. Mesmo que a blusa seja mais justa, escolha aquela que seja mais comprida, chegando à altura do quadril.

Entre as tendências do outono/inverno que serão vistas nas calças Skinny, os rasgos, especialmente aquele em toda a extensão, estampas de animais e o P&B (já falamos dele aqui – Check it out!) serão sensação. Então, se está querendo uma calça skinny para chamar de sua e, ao mesmo tempo, ficar na moda, escolha umas das opções acima e pronto!

 

Ex-patricinha, ex-peoa, ex-hippie, sou formada em Letras e apaixonada por moda e maquiagem desde que ganhei meu primeiro batom de moranguinho. Para mim, rosa não é só uma cor, é uma filosofia de vida.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe seu comentário